Dicionário F! #5. Natureza

na•tu•re•za (substantivo feminino). 1. É uma longa história (sério, em todos os sentidos). 2. Raymond Williams, em sua famosa obra Palavras-chave, considera “natureza” uma das “duas ou três palavras mais difíceis da língua” (no caso, trata-se do inglês, mas vale também para as outras). 3. Diz-se do conjunto de coisas que compõem o mundo natural. Desde meados do século XVII trata-se de um mundo separado do ser humano, ainda que descrito e criado por ele no ambiente controlado do laboratório. 4. A natureza é protagonista de discursos políticos (como os ligados ao assim chamado “ambientalismo”) que alertam para sua proteção em uma era (o “antropoceno”) em que o ser humano tem se revelado um grandessíssimo miserável por destrui-la. Mas essa mesma natureza é também responsável por despolitizar esses mesmos discursos ao se apresentar como elemento exterior ao ser humano e portanto legitimadora e “naturalizadora” de sua própria proteção. 5. Ao se apresentar como exterior ao ser humano, essa mesma natureza ignora outras naturezas ou “culturas-naturezas”. Como a dos atîkus, por exemplo. 6. Nós avisamos de que se trata de uma longa história.

Continuar lendo Dicionário F! #5. Natureza

Dicionário F! #4. Família

fa•mí•lia (substantivo feminino). 1. Agrupamento de indivíduos reunidos tradicionalmente por algum grau de parentesco ou pelo desejo de partilhar vidas em comum, acarretando algum grau de intimidade ou domesticidade em suas relações. 2. Por extensão, trata-se também de designação comum dada a conjuntos de elementos reunidos por partilharem características comuns ou convergentes, como em “família tipográfica” ou “família de componentes”. 3. Famílias podem ser formadas por casais, trisais ou por relações de poliamor, envolvendo indivíduos homo ou heterossexuais, cis ou trans, reunindo filhos, netos, bisnetos, agregados e até mesmo animais não humanos de estimação. Normalmente essas pessoas assumem relações de familiaridade porque elas simplesmente se gostam. E ninguém tem nada a ver com isso. 4. Sugere-se cuidado e cautela apenas quando ao substantivo “família” se acrescentam as perigosas “tradição” e “propriedade”. Neste caso, não se aproxime. Sério: faz mal à saúde e pode causar ditaduras que duram 21 anos.

Continuar lendo Dicionário F! #4. Família

Dicionário F! #3B. Minhocão

mi•nho•cão (substantivo masculino, aumentativo de “minhoca”) 1. Um cartão postal e patrimônio cultural da cidade de São Paulo 2. Designação popular do atual Elevado João Goulart, antigo Elevado Costa e Silva. 3. Intervenção urbana realizada no contexto da ditadura militar com a intenção de estabelecer uma ligação expressa entre o centro de São Paulo e a Zona Oeste da cidade — dizem as más línguas que para facilitar o transporte diário do então prefeito Paulo Maluf de sua casa para a sede de suas empresas, mas na verdade o motivo deve ter sido arranjar uma desculpa para gastar uma fortuna em concreto armado. 4. Objeto de disputa entre aqueles que acham que ele deve ser demolido, transformado em parque ou mantido como está.

Continuar lendo Dicionário F! #3B. Minhocão

Dicionário F! #3. Plano

pla•no (substantivo masculino). 1. Entidade geométrica bidimensional formada pela projeção de uma linha reta em qualquer direção. 2. Superfície sem irregularidades. 3. Descrição e encadeamento de objetos, diretrizes, metas, estratégias e tarefas voltadas à realização de alguma atividade. 4. Obsessão de planejadores e outras criaturas modernas que resolveram projetar a geometria para fora dela em direção a todas as dimensões da nossa vida. 5. Em decorrência disso, talvez seja por isso que os planos que fazem para nossas sociedades e cidades tornem nossas vidas tão planas. 6. Conforme a famosa frase de livros de auto-ajuda: “A vida é o que acontece enquanto você está ocupado fazendo outros planos.” (John Lennon).

Continuar lendo Dicionário F! #3. Plano

Dicionário F! #2B. Anatidaefobia

A•na•ti•da•e•fo•bi•a. (substantivo feminino) 1. Patologia associada ao medo de patos. Patos aqui, patos acolá, sobretudo patos gigantes estacionados em rodovias de beira de estrada onde se vendem ovos de pato. 2. Condição verificável sobretudo em arquitetos que nutrem especial atenção por galpões decorados e particular aversão a pinguins de geladeira. 3. A condição diametralmente oposta é a anatidaefilia, uma parafilia sexual caracterizada pela extrapolação da libido quando em contato com patos. A anatidaefilia se verificou com particular intensidade entre 2015 e 2016 em indivíduos irracionalmente enfurecidos vestindo trajes verde e amarelos reunidos na Avenida Paulista ao som de Alexandre Frota e Olavo de Carvalho.

Continuar lendo Dicionário F! #2B. Anatidaefobia

Dicionário F! #2. Usuário

u•su•á•rio. (Substantivo masculino. Feminino: usuária.) 1. Não, não se trata de alguém que faz uso de substâncias entorpecentes (aliás: nada contra, pelo contrário). 2. Aquele que faz uso de algo (e ai! de quem chamá-lo de “cliente” ou “cidadão” — mas no final parece que dá no mesmo). 3. A partir de meados do século XX trata-se do objeto preferencial do discurso supostamente consciente de arquitetos e designers: o usuário é uma abstração ahistórica, sem classe, sem cor, sem etnia, sem gênero. 4. Sabe-se lá como, contudo, é dessa abstração que durante muito tempo se extraíram supostos requisitos de desempenho para o desenvolvimento de projetos.

Para saber mais sobre o papel do usuário e da função no debate sobre arquitetura e design, ouça o episódio F! #2 do Fora de prumo.

Imagem: Optical Spy, 2014.

Dicionário F! #1. Filippo Brunelleschi

Filippo Brunelleschi (Florença, 1377 – Florença, 1446). O responsável pela porra toda. O homem, o mito, a lenda. Brunelleschi é tradicionalmente considerado o marco inicial da moderna concepção de arquitetura: obra feita por um autor demiúrgico executada por operários cada vez mais distantes de suas origens artesanais a partir de um desenho que serve como ordem de serviço. Vasari, em Vidas dos Artistas, chamava Brunelleschi carinhosamente de Pippo — ainda que aquele tenha nascido muitos anos depois da morte deste, o que torna a aparente amizade muito estranha.

Continuar lendo Dicionário F! #1. Filippo Brunelleschi