Almeida Júnior. Cena de família de Adolfo Augusto Pinto.

Dicionário F! #4. Família

fa•mí•lia (substantivo feminino). 1. Agrupamento de indivíduos reunidos tradicionalmente por algum grau de parentesco ou pelo desejo de partilhar vidas em comum, acarretando algum grau de intimidade ou domesticidade em suas relações. 2. Por extensão, trata-se também de designação comum dada a conjuntos de elementos reunidos por partilharem características comuns ou convergentes, como em “família tipográfica” ou “família de componentes”. 3. Famílias podem ser formadas por casais, trisais ou por relações de poliamor, envolvendo indivíduos homo ou heterossexuais, cis ou trans, reunindo filhos, netos, bisnetos, agregados e até mesmo animais não humanos de estimação. Normalmente essas pessoas assumem relações de familiaridade porque elas simplesmente se gostam. E ninguém tem nada a ver com isso. 4. Sugere-se cuidado e cautela apenas quando ao substantivo “família” se acrescentam as perigosas “tradição” e “propriedade”. Neste caso, não se aproxime. Sério: faz mal à saúde e pode causar ditaduras que duram 21 anos.

Para saber mais sobre como o mercado imobiliário hoje mobiliza a noção de “família” para vender menos cobrando mais, ouça o episódio F! #4 do Fora de prumo.

Imagem: Almeida Júnior. Cena de Família de Adolfo Augusto Pinto. Óleo sobre tela, 1891. Fonte: Wikimedia Commons.

Publicado por

gabriel fernandes

Para imagens: flickr.com/gaf Para textões: arquiteturaemnotas.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s