Fora de prumo F! #18. Mundos virtuais, feat. Pouco Pixel

Construindo com pixels

A indústria dos videogames já é madura o suficiente para ser levada a sério por muita gente grande. No meio desse grande público, arquitetos experimentam espacialidades únicas que somente esta mídia pode proporcionar. Neste episódio convidamos os hosts do podcast Pouco Pixel, Adriano Brandão e Danilo Silvestre, para contar pra gente o que eles entendem a respeito dessas experiências únicas.

OUÇA AQUI!
Continuar lendo Fora de prumo F! #18. Mundos virtuais, feat. Pouco Pixel

Fora de prumo F! #13. Breath of the Wild

Não é nenhum @PoucoPixel, mas a gente tenta.

Em 2017 o jogo The Legend of Zelda: Breath of the Wild recebeu inúmeras premiações, incluindo o título de “Jogo do Ano” no Game Awards, uma espécie de Oscar do mundo dos jogos eletrônicos. Trata-se, de fato, de uma impressionante experiência de entretenimento eletrônico em um ambiente caracterizado pelo que se costuma chamar de “mundo aberto”. Ao controlar o personagem principal do título, o jogador percorre paisagens, arquiteturas, cidades, atmosferas e memórias distintas: num mundo que não existe, passamos a reconhecer marcos, referências e lembranças internas à trama do jogo, quase como se tivéssemos mesmo feito uma viagem por um lugar existente em nosso mundo material. O que faz desse jogo uma experiência tão interessante? Com o quê ele se comunica? Como ele ativa nossas próprias referências e memórias? E, finalmente, por que há tantas sementes de Koroks espalhadas por aí?

Continuar lendo Fora de prumo F! #13. Breath of the Wild