Fora de prumo F! #27. Notas sobre Notas sobre o camp

Não é uma lâmpada. É uma “lâmpada”.

Em 1964 a crítica e ensaísta estadunidense Susan Sontag publicou o texto “Notes on Camp” (“Notas sobre o Camp”) — um verdadeiro clássico instantâneo sobre um assunto que a própria autora ajudou a definir e, em certo sentido, a inaugurar, ainda que se trate de algo que esteja entre nós há muito tempo. Para a autora, o camp é uma sensibilidade associada a uma espécie de exuberância e indiscrição exagerada, próxima do cafona e do kitsch, ainda que distinta. Para além disso, no entanto, o texto apresenta um subtexto político e estético bastante complexo e relevante: ao falar dessa sensibilidade particular, Sontag questiona a hegemonia estética heteronormativa vigente em seu país naquele início de anos 1960. Nesse programa discutimos o camp e suas implicações em nosso mundo.

OUÇA AQUI!

Continuar lendo Fora de prumo F! #27. Notas sobre Notas sobre o camp

Fora de prumo F! #23. Occupy Wall Street: dez anos depois

(Ainda, mais do que nunca) Somos os 99%!

O ano de 2011 foi marcado por uma sequência de mobilizações e protestos ao redor do mundo. Embora as pautas locais mudassem, havia em comum nesses movimentos uma insatisfação com a ausência de perspectiva de futuro para uma juventude cada vez mais precarizada e com as consequências da crise deflagrada em 2008. Por ter ocorrido no centro do sistema financeiro internacional, o movimento Occupy Wall Street (“Ocupem a Wall Street”) tornou-se o mais célebre. Embora o movimento não tenha se limitado à ocupação de espaços públicos, foi a presença ao longo de dois meses de centenas de manifestantes na Praça Zuccotti, em Nova Iorque, que tornou conhecido o movimento e seu slogan (“somos os 99%”). Para celebrar os 10 anos desse episódio — que teve início em 17 de setembro de 2011 — conversamos sobre espaço público, democracia, cidade e filmes ruins do Batman.

OUÇA AQUI!

Continuar lendo Fora de prumo F! #23. Occupy Wall Street: dez anos depois