Fora de prumo F! #21. Tiny houses, big problems

Casas pequenas, grandes problemas

O mundo suburbano nos EUA é tradicionalmente vendido por filmes e seriados de televisão como um lugar agradável e repleto de pessoas felizes. De fato, uma parcela significativa da população estadunidense vive em áreas de subúrbio. Contudo, diferente do dia-a-dia idílico das cenas da cultura de massas, o sonho americano tem produzido pesadelos suburbanos nos últimos anos: hipotecas impagáveis, dívidas familiares, poluição e destruição ambiental. Uma solução mágica para os problemas dessa sociedade do consumo desenfreado tem sido vendida por alguns programas de TV na forma do movimento das “tiny houses”  — casas pequeninas. Neste programa falamos dos problemas e dos limites desse fenômeno.

OUÇA AQUI

Participantes

Neste programa, Natália Gaspar conversa com Gabriel Fernandes, Juliana Grenfell, Kim Cyrillo e Victor Dariano.

Complementos

Curta, siga, compartilhe e acompanhe o Fora de prumo em nossas redes sociais: TwitterFacebookInstagram e YouTube.

  • São muitas as séries de televisão focadas no fenômeno das “tiny houses”: há uma lista disponível no artigo a respeito do assunto na Wikipédia. Ao longo do episódio nós nos referimos especificamente à série em exibição na Netflix, chamada Tiny House Nation.
  • Na introdução constam fragmentos de matérias do R7, do Fantástico e da TV Rercord e de episódios da série Tiny House Nation da Netflix.
  • Sobre o fenômeno das “tiny houses” citamos alguns trabalhos acadêmicos: Tiny House, Big Impact, tese de doutorado de Megan Carras e “Politics of Anthropocene Comsumption”, artigo de Laura Watt.
  • Sobre o mundo suburbano estadunidense, falamos do clássico trabalho de Dolores Hayden sobre a história dessa tipologia urbana e habitacional típica daquele país: Building Suburbia. Sobre o tema da pré-fabricação, recomendamos o catálogo da exposição Home Delivery: Fabricating the Modern Dwelling, que ficou em cartaz no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque (MoMA) em 2008.
  • Falamos brevemente sobre a figura de Lloyd Khan, conhecido por ter editado nos anos 1960 e 1970 publicações contraculturais relacionadas a formas de moradia “alternativas”. Khan é apontado (talvez um tanto quanto equivocadamente) como um pioneiro das “tiny houses”. Falamos brevemente sobre o personagem nos programas sobre sustentabilidade: F! #5 (“A queda de atîku”) e F! #6 (“Da colmeia à geodésica”). Gabriel também fala brevemente dele em sua dissertação de mestrado.
  • Sobre o episódio anterior (sobre “marcas muito chatas”) registramos os interessantes comentários feitos no Twitter pelo usuário @leonardoc2o.

Trilha sonora

A trilha sonora deste episódio é Inverno, de Zé Miguel Wisnik, Elza Soares e Jussara Silveira.

Confira nossa playlist com todas as músicas tocadas em nossos episódios no Spotify.

#foradeprumoacessível

Sobre um fundo vermelho, no canto direito, repousa o desenho de uma cápsula habitacional. No canto inferior esquerdo, consta a inscrição “F! #21”.

Publicado por

gabriel fernandes

Para imagens: flickr.com/gaf Para textões: arquiteturaemnotas.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s